jusbrasil.com.br
23 de Outubro de 2017

Qual a diferença entre o Abuso de Poder e o Abuso de Autoridade? Ariane Fucci Wady

Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
há 9 anos

O Abuso de Autoridade é crime e abrange as condutas abusivas de poder, conforme a explicação abaixo.

O abuso de poder é gênero do qual surgem o excesso de poder ou o desvio de poder ou de finalidade.

Assim, o abuso de poder pode se manifestar como o excesso de poder, caso em que o agente público atua além de sua competência legal, como pode se manifestar pelo desvio de poder, em que o agente público atua contrariamente ao interesse público, desviando-se da finalidade pública.

Tratam-se, pois, de formas arbitrárias de agir do agente público no âmbito administrativo, em que está adstrito ao que determina a lei (princípio da estrita legalidade).

No caso do abuso de autoridade, temos a tipificação daquelas condutas abusivas de poder como crimes (lei 4898 /65) podendo-se dizer que o abuso de autoridade é o abuso de poder analisado sob as normas penais.

Mais ainda, o abuso de autoridade abrange o abuso de poder, conforme se pode vislumbrar pelo disposto no art. , a, lei 4898 /65, utilizando os conceitos administrativos para tipificar condutas contrárias à lei no âmbito penal e disciplinar.

Portanto, podemos dizer que, além do abuso de poder ser infração administrativa, também é utilizado no âmbito penal para caracterizar algumas condutas de abuso de autoridade, sendo que, essas são muito mais amplas do que o simples abuso de poder (excesso ou desvio de poder), eis que abarcam outras condutas ilegais do agente público, o que nos leva a concluir que o abuso de autoridade abrange o abuso de poder que, por sua vez, se desdobra em excesso e desvio de poder ou de finalidade.

8 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Uma pergunta,
Quando um delegado manipula uma queixa prestada por um pobre analfabeto contra um rico invertendo as posições entre autor e vítima, que crime estaria cometendo essa autoridade?
A queixa do pobre não prosperou, ao contrário ele foi denunciado por denunciação caluniosa sem que se ouvisse uma testemunha sequer. Tudo que o rico falou, era verdade; tudo que o pobre falou virou mentira. Além disso o advogado foi "impedido" de acompanhar as declarações das vítimas. Enfim foram anotadas declarações que nunca foram feitas pelas vítimas, posto que, o delegado arquitetou para que as 3 fossem ouvidas simultaneamente em 3 ambientes distintos, exatamente para evitar a presença do advogado assistente.
Em que crime pode ser enquadrado o Excelentíssimo Senhor Delegado? continuar lendo

Gostaria de saber se quando um Auditor da Receita Federal do Brasil, imputa a uma encomenda postal um tributo que é o limite de importação (U$ 500,00) para pessoa física e mesmo após a comprovação documental que o valor pago foi de U$ 60,00, se isso pode se configurar num Abuso de Autoridade em acordo com o Art. 4, h da Lei de Abuso de Autoridade - Lei 4898/65?
Obrigado. continuar lendo

Muito bem descrita a distinção entre os abusos. Parabéns. continuar lendo

LFG de parabéns!!! continuar lendo