jusbrasil.com.br
28 de Junho de 2022

Qual o conceito, as espécies e as características das penas restritivas de direitos? - Denise Cristina Mantovi Cera

Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
há 12 anos

A pena restritiva de direitos é sanção penal imposta em substituição à pena privativa de liberdade consistente na supressão ou diminuição de um ou mais direitos do condenado. Trata-se de espécie de pena alternativa.

São penas restritivas de direitos: a prestação pecuniária, a perda de bens e valores, a prestação de serviço à comunidade ou a entidades públicas, a interdição temporária de direitos e a limitação de fim de semana, conforme preceitua o artigo 43 do Código Penal.

As penas restritivas de direito têm por características:

a) Autonomia - não podem ser cumuladas com as penas privativas de liberdade; não são meramente acessórias.

b) Substitutividade - primeiramente o juiz fixa a pena privativa de liberdade, e depois, na mesma sentença, substitui pela pena restritiva de direitos.

Observações :

1. Na lei de drogas (Lei 11.343/06), a pena restritiva de direito é autônoma, mas não é substitutiva. Art. 28. Quem adquirir, guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar será submetido às seguintes penas: I - advertência sobre os efeitos das drogas; II - prestação de serviços à comunidade; III - medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo.

2. No artigo 78, do CDC (Lei 8.078/90), a pena restritiva de direitos pode ser cumulada com a pena privativa de liberdade. Art. 78. Além das penas privativas de liberdade e de multa, podem ser impostas, cumulativa ou alternadamente, observado o disposto nos arts. 44 a 47, do Código Penal: I - a interdição temporária de direitos; II - a publicação em órgãos de comunicação de grande circulação ou audiência, às expensas do condenado, de notícia sobre os fatos e a condenação; III - a prestação de serviços à comunidade.

Fonte : Curso Intensivo II da Rede de ensino LFG - Professor Rogério Sanches.

Informações relacionadas

Canal Ciências Criminais, Estudante de Direito
Artigoshá 5 anos

Entenda como funciona a execução da pena de multa

Fabio Rabello, Advogado
Artigoshá 2 anos

Quais são as diferenças entre os regimes fechado, semiaberto e aberto?

Augusto Frigo, Advogado
Artigoshá 8 anos

Os tipos de pena à luz do Código Penal

Escola Brasileira de Direito, Professor
Artigoshá 5 anos

Pena privativa de liberdade: regimes de cumprimento

Jmn Juriscalc Assessoria, Perito Contábil
Artigoshá 6 anos

Conceito de pena

10 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

excelente, só senti falta de um exemplo de Lei com substituição de Pena de Restritiva de Liberdade por Restritiva de Direito continuar lendo

Oi Leandro!
não sei se servirá para o que vc quer, mas acho que um exemplo seria a lei 9605 de crimes ambientais. Dê uma olhada no art. 7º. Lá são expostas algumas circunstâncias que podem substituir a pena restritiva de liberdade por restritiva de direito.

Att, continuar lendo

Também Leandro, a maioria das vezes a Lei não virá com essa especificação, tem uma regra para essa substituição. O condenado que pegar pena privativa de liberdade de até 4 anos, poderá ter sua PPL trocada por um PRD, obedecendo alguns requisitos. continuar lendo

quem tem esse restritiva de direito nao pode i pro semi aberto continuar lendo

muito bom! continuar lendo

Excelente!!! Fácil compreensão...muito bem explicado... gostei muito... continuar lendo